DESIGN DE SOLUÇÕES PARA EMPRESAS

Customização combinando treinamento, assessoria e prototipação com foco em futurismo e novas economias para que a sua empresa obtenha resultados exponenciais.

 

Saiba mais

A FLUXONOMIA 4D?

Ferramenta própria que visa otimizar recursos reconhecendo e usando os que vão além do monetário: culturais, ambientais, sociais e financeiros.

 

Saiba mais

PALESTRAS E OFICINAS

Conteúdo estratégico ou motivacional, adequado à necessidade do cliente (convenções ou empresas).

 

Saiba mais

Quer saber mais sobre o futuro?

Receba informações sobre a agenda e conteúdos sobre Estudos do Futuro e Novas Economias

CONHEÇA LALA DEHEINZELIN

Com uma história de anos dedicada à facilitação da transição do modelo sócio- econômico atual, Lala é considerada uma das 100 mulheres do mundo que estão co-criando a nova sociedade e a economia. Assessora e palestrante durante anos, atuou em quatro continentes e em todos os setores da sociedade que lideram processos sustentáveis ​​e inovadores: governos locais e nacionais; instituições multilaterais; ONGs e startups; corporações e instituições. Futurista desde 1995, umas das 3 Top da América Central e Latina, é pioneira em Economia Criativa e Colaborativa e autora do livro Desejável Mundo Novo. Lidera e coordena o Movimento Crie Futuros, case de inovação em reuniões voltadas à investigação do futuro nos Estados Unidos, México, Espanha, China, Japão, Bolívia, Chile, Colômbia e Argentina, e criadora da Fluxonomia 4D, uma ferramenta de gestão estratégica que combina Estudos de Futuro e Novas Economias.

SOBRE

DESTAQUES

Livro Desejável Mundo Novo

LIVRO

Desejável mundo novo

Um livro de ficção que combina futuros desejáveis criados por diversas pessoas em seis países com a experiência de Lala Deheinzelin como assessora de empresas e governos. Imagine um mundo em que o governo é participativo e somos nós quem votamos as leis e os orçamentos por meio do celular ou terminais de estações de transporte? Um mundo em que a escola ensina a escolher. Por que não criar uma economia em que “valor” seja mais do que o financeiro e ter cidades feitas para o desfrute do tempo e não para a ocupação do espaço? Viver em um mundo sustentável, diverso e criativo. Por que não?

ACOMPANHE A LALA NAS REDES SOCIAIS

NA MÍDIA